Infraero entrega obras de reforma e ampliação do aeroporto de Campo Grande

Infraero entrega obras de reforma e ampliacao do aeroporto de Campo Grande

A Infraero concluiu as obras no aeroporto de Campo Grande no início da segunda semana de agosto. Assim, várias melhorias e expansões importantes foram feitas em diversas áreas do local. Para saber mais detalhes, continue acompanhando logo a seguir.

Fim das reformas no aeroporto de Campo Grande

As mesmas iniciaram há quase dois anos, em outubro de 2019 e terminaram em agosto de 2021.

O investimento de quase R$40 milhões veio do Fundo Nacional de Aviação Civil, isto é, da FNAC.

Antes, a capacidade de passageiros no aeroporto de Campo Grande era de 2,5 milhões ao ano. Mas, agora com as novas melhorias e ampliações, o espaço pode receber até 4,5 milhões de pessoas. A área ficou quase 106% maior, onde:

  • O espaço de 7.215 m² foi para 14.852 m²;
  • Salas de embarque tanto de voos domésticos como internacionais aumentou 178%;
  • Já o saguão expandiu 91,5%;
  • As áreas comerciais cresceram 86%.

O aeroporto da capital do MS recebeu grandes investimentos

A Infraero acrescentou que o terminal conta hoje com 4 aparelhos de raio-x. Isso porque o espaço onde é feita a inspeção de segurança duplicou de tamanho. Além disso, há novos lugares para a realização dos check-in, bem como mais sanitários instalados.

Vale destacar também que a climatização no aeroporto de Campo Grande passou por melhorias, levando a sustentabilidade em conta.

O sistema de refrigeração vai reaproveitar a sua água e a da chuva. Por outro lado, houve reformas na pista de pouso, decolagem e uma área de escape. Tudo a fim de diminuir os riscos de danos aos aviões, caso ultrapassem os limites da pista.

Hoje, o aeroporto está recebendo os últimos retoques na pista de taxiamento, no pátio das aeronaves e no acesso viário do terminal.

Infraero

Ampliações e reformas tomam conta do aeroporto de MS

O objetivo das melhorias e expansão do terminal era atrair mais companhias aéreas para o aeroporto de Campo Grande. Dessa forma, voos partiriam da capital do Mato Grosso do Sul com destinos internacionais, por exemplo:

  • Uruguai;
  • Chile;
  • Argentina, dentre outros.

Hoje, a cidade só faz conexões com o Paraguai. Aliás, na época do início das obras, o presidente da Infraero chegou a dizer que as reformas poderiam causar transtornos aos passageiros.

Mas seria essencial a colaboração de todos, visto que o terminal dobraria a sua capacidade de espaço e de voos.

A expectativa é que chegue a 5 milhões de pessoas por ano ali. Além disso, a fachada do aeroporto também vai ganhar novos ares.

Todas as melhorias vão dar mais comodidade e segurança aos passageiros, no local que é o portal para o Pantanal brasileiro e de lugares paradisíacos como Bonito.

Amanda Bonetto
Amanda Bonetto é jornalista há mais de 5 anos e especialista em mídias sociais e criação de conteúdo SEO. Mora em Araçatuba, interior de São Paulo. Está sempre pesquisando as tendências do mercado e especializando-se em marketing digital. Tem experiência em assessoria, redação, rádio e TV.